Hoje foi difícil levantar, foi difícil mesmo que eu não tenha um motivo aparente pra afirmar que me senti triste ao acordar, se eu te disser que nada fez sentido, o que você me dirá? talvez diga algo animador que me livre dessa introspecção, talvez exalte a beleza da vida, me fazendo criar um mundo perfeito que existe apenas na imaginação. Hoje acordei cansado, acordei fragilizado, mas não foi como os outros dias que acordei no mesmo estado. Hoje acordei pensativo, desgastado, custei pra fazer coisas simples do dia à dia, tomar banho, esquentar um café, assistir o jornal, tudo isso foi sacrificante. Se eu te disser que venho tendo crises de desistência, o que você me indicará? Um remédio? Um livro? Um balcão de bar? Você também se sente triste, mas se eu te disser que também me sinto, você irá ignorar sua tristeza pra me fazer refletir sobre uma beleza distante que talvez nunca iremos alcançar, você me confortará com um ombro e um sorriso, a doçuras das palavras que dão um jeito no vazio do peito, porque está tão cansada quanto eu dessa melancolia que nos abraça com tanta força à ponto de nos sufocar. Cazuza disse em uma de suas músicas, que nessas horas pega mal sofrer, e pega mesmo, mas a felicidade nem sempre é questão de escolha.
Sean Wilhelm.     (via sintonizo)

(via sintonizo)

É bem provável que você ainda se apaixone umas cinco vezes durante o restante da sua vida. Chore por “amor” algumas tantas outras. E diga “Eu te amo” para alguém em alguns momentos. Mas, sempre irá haver uma pessoa, não uma simples pessoa. É aquela bendita pessoa, que vai te fazer perder o sono, ouvir músicas estúpidas, sorrir para o cachorro Pit Bull do vizinho, ler piadas para saber como fazer tal pessoa rir, assistir filmes que não gosta, e aprender a cozinhar. Não é uma tarefa fácil. Até porque, estudos comprovam que não é sempre que ficamos com quem amamos de verdade. De qualquer modo. Cuida dessa pessoa direitinho, aproveita cada bobagem. Vale a pena.
Orquestrando.  (via aclamei)

(via aclamei)

Deve ser horrível alguém sentir que não é necessário.
O diário de Anne Frank    (via involuntus)

(via involuntus)

(via aclamei)

(via aclamei)